No mês de março, Encontro debate a enfermagem e a saúde da mulher


23.03.2023

Mais de 200 pessoas prestigiaram a abertura do Encontro Estadual da Saúde da Mulher

O Coren-MS promove o Encontro Estadual de Saúde da Mulher, que trata de temas de saúde sexual, ginecológica e assistência emergencial ao parto que estão na linha de prioridades para a Enfermagem em Mato Grosso do Sul. O evento iniciou nesta quinta-feira (23/03) e vai até sexta-feira (24/03) e conta com apoio da Unigran Campo Grande, uma iniciativa em alusão ao Mês Internacional da Mulher.

No primeiro dia, ocorreu uma mesa redonda sobre “Obstáculos e desafios para a autonomia da Enfermagem nas especialidades ginecológicas e materno infantil no Estado”, que foi conduzida pela dra. Luciana de Paula e teve como participantes as especialistas no assunto a Dra. Margareth Soares Dalla Giacomassa, Dra. Ana Carla Tamisari Pereira e a Dra. Ana Paula de Assis Sales. Estão previstos minicursos e uma mesa-redonda sobre a “Casa de Parto Privada, Atendimento Domiciliar, Clínica de Enfermagem e a Enfermagem Obstétrica nos planos de Saúde”, ministrada pela Dra. Suelyn Lorene de Oliveira, Dra. Luciana Virginia de Paula e Regina Pereira Nogueira, que acontecem na sexta-feira (24/03).

Na abertura, a conselheira Dra. Karine Gomes Jarcem destacou que a enfermagem tem inúmeros desafios para a saúde das mulheres sul-mato-grossenses, tanto na área técnica quanto na construção das políticas públicas de saúde, no que diz respeito a práticas, formação profissional e capacitação, gestão de saúde e inovações em pesquisas sobre a saúde sexual e reprodutiva.

s enfermeiras, Dra. Aline Piccoli Borges e a Dra. Marcella Renata Gomes, vieram de Deodápolis-MS, para participarem do minicurso

Estiveram presentes mais de 200 participantes no auditório do campus da Unigran. São profissionais de diversos municípios de MS e acadêmicos de Enfermagem. As enfermeiras, Dra. Aline Piccoli Borges e a Dra. Marcella Renata Gomes, vieram de Deodápolis-MS, para participarem do minicurso sobre planejamento reprodutivo com foco na inserção do dispositivo intrauterino (DIU), ministrada pela Dra. Helisamara Mota Guedes. “Em 2021 já havíamos participado de um curso semelhante promovido pelo Coren-MS no município. Depois disso realizamos mais de 50 inserções. Viemos adquirir mais conhecimentos”, dizem as enfermeiras.

A secretaria-adjunta da Sesau, Dra. Rosana Leite, ponderou o momento da saúde pública do país: não conseguimos atingir a “excelência” na assistência

Primeiro dia

O presidente do Coren-MS, Dr. Sebastião Duarte, destacou que o encontro foi cuidadosamente pensado em trazer os melhores profissionais e promover a discussão de temas relacionados à saúde da mulher. “Nós somos profissionais da enfermagem, estamos inseridos na equipe multiprofissional e o dia a dia é para fazer a diferença na vida das pessoas. Como é bem colocado no Encontro, a gente precisa que todos os 14 profissionais da área da saúde tenham um objetivo comum: promover melhoria na saúde e em seus indicadores”, diz Sebastião.

E chama atenção, que “Nós avançamos na redução da mortalidade materna, porém, não conseguimos atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) sobre a meta a redução da mortalidade materna e não podemos nos conformar. Não podemos perder mais mulheres. Temos que ficar inconformados com cada morte, pois são famílias que ficam destituídas. Precisamos melhorar a saúde da população, ter mais empatia, compromisso e responsabilidade com a profissão”, solicita Sebastião.

A gerente de Saúde da Mulher da SES, Dra. Hilda Guimarães de Freitas, preocupada óbitos maternos

A gerente de Saúde da Mulher da SES, Dra. Hilda Guimarães de Freitas, disse que existe uma carência de eventos que tratam da mulher. “A força que move a rede do SUS são os profissionais da enfermagem”, disse. E salientou, que se um enfermeiro seguir as práticas da enfermagem que serão discutidos neste Encontro, a gente vai proporcionar melhoria na qualidade da assistência às mulheres e crianças. Que a gente espera por novos encontros e que possamos vir aqui dizer, em nome da Secretaria Estadual de Saúde, que conseguimos evitar óbitos maternos”, almeja Hilda.

A secretária adjunta da Sesau, Dra. Rosana Leite, complementou que a universidade tem a responsabilidade na formação de melhores profissionais. “A gente entende, compreende, mas não explica porque nós temos tantos profissionais da saúde e a saúde pública do país não tem a eficiência que ela precisa oferecer. Nós professores temos nossas responsabilidades e nós também enquanto atuantes no Sistema Único de Saúde”, afirmou.

O grupo de Trabalho do Coren-MS

A coordenadora do curso de Enfermagem da Unigran Capital, Dra. Mayene Magalhães Santos, diz que “para a universidade é motivo de alegria abrir as portas para um evento que traz uma temática tão importante, ainda mais neste mês da Mulher”, destacou Rosana.

O grupo de Trabalho do Coren-MS que realiza o evento é formado pela coordenadora, conselheira Dra. Karine Gomes Jarcem, Dra. Kaelly Virginia de Oliveira, Dra. Luciana Virginia de Paula e Silva Santana, Dra. Crislaine da Silva Nantes e o presidente do Coren-MS, Dr. Sebastião Duarte.

Compartilhe

Outros Artigos

Receba nossas novidades! Cadastre-se.


Fale Conosco

 

Conselho Regional de Enfermagem do Mato Grosso do Sul

Av. Monte Castelo, 269 - Monte Castelo, Campo Grande - MS, 79010-400

COMUNICAÇÃO >> FALE-CONOSCO


Horário de atendimento ao público

segunda à sexta-feira, de 8:00 às 17:00