Profissionais de Enfermagem assumem protagonismo na campanha de vacinação em Dourados-MS


09.01.2024

Tânia Martins atua como técnica de enfermagem na UBS Seleta

Tânia Martins Ramos e Elza Bernardino da Silva são duas das 107 técnicas, auxiliares de enfermagem e 68 enfermeiros que participam da primeira vacinação em massa contra a dengue no Brasil, que acontece em Dourados-MS. Desde a última quarta-feira (03/01), quando começou a campanha de imunização, a corrida pela dose tem levado a um aumento de atendimento nas 34 unidades de saúde e na sala de vacina do PAM.

A primeira pessoa a receber a vacina foi Francisleine Costa, mãe do adolescente Julio Cesar da Costa, 15 anos, que morreu vítima da dengue no ano passado. Conforme o Núcleo de Imunização da prefeitura de Dourados-MS, por dia, os profissionais chegam a aplicar de 700 a 800 doses. A intenção é poder imunizar 90% da população da faixa etária de quatro a 59 anos, aproximadamente 150 mil pessoas.

Elza Bernardino, auxiliar de enfermagem, aplicando a vacina contra dengue

Tânia Martins atua como técnica de enfermagem ao lado de Elza Bernardino na sala de vacinação da UBS Seletiva. Elas fazem parte da equipe de imunização no município que volta a ganhar o protagonismo após a pandemia de Covid-19 por estar na linha de frente da campanha. “A satisfação é de poder trabalhar diretamente na ponta. De saber que cada dose aplicada vai ajudar a evitar internações e mortes provocadas pela dengue. Trabalhando a prevenção”, diz.

Elza se diz orgulhosa por ser a primeira campanha de vacinação de dengue do Brasil e, talvez, do mundo. Antes, não há registro de uma campanha em massa da vacina Qdenga, desenvolvida pelo laboratório japonês Takeda, aberta ao público geral e aplicada de forma gratuita. “Tenho muito orgulho. Muitas vezes, a nossa profissão não tem a devida valorização. Mas a gente que está aqui na ponta da campanha sabe realmente como é importante para cada pessoa, seja criança, adolescente, homem, mulher ou idoso. A gente sabe o bem que estamos fazendo a eles”, diz.

Presidente do Coren-MS, Dr. Leandro Dias, com a cartilha de vacinação que esclarece o ciclo de vacinação em duas dose

Segundo o coordenador do Núcleo Municipal de Imunização de Dourados-MS, o Dr. Enf° Edvan Marcelo Morais Marques, trata-se de um enorme desafio imunizar parte da população até o mês de março com a dose 1, já que o período mais grave da dengue começa agora e vai até abril e maio. “É uma parceria inédita com o laboratório japonês, fabricante do imunizante. Serão aproximadamente 150 mil douradenses vacinados contra a dengue em 2024. A proposta é que ao longo de seis a sete meses concluamos este trabalho, com ênfase na dose 1, até porque infelizmente temos expectativa de aumento do número de casos da doença no município neste ano”, relata.

“Propusemos que Dourados, de forma pioneira no Brasil e no mundo, oferte essa vacinação. Disponibilizamos 34 pontos de vacinação, onde nós temos várias equipes de enfermagem trabalhando de segunda a sexta-feira para que possamos, o mais breve possível, concluir essa primeira etapa. Entendemos ser um enorme desafio, mas também de alegria. Por se tratar de um processo de trabalho com a enfermagem à frente”, complementa enf° Edvan Marcelo.

Presidente do Coren-MS, Dr. enfº Leandro Dias, o conselheiro, dr. enfº Wilson Brum, com o coordenador de vacinação no município de Dourados-MS, dr. enfº Edvan Marques, recebidos pela equipe de enfermagem da unidade de saúde Altos do Indaiá

Coren-MS valoriza os profissionais
O presidente do Coren-MS, dr. Enf° Leandro Dias, acompanhado do conselheiro, dr. Enf° Wilson Brum, visitaram nesta segunda-feira (08/01) as três principais unidades de saúde de Dourados-MS: a UBS Seleta, UBS Altos do Indaiá e do Jardim Novo Horizonte. A nova diretoria parabenizou a equipe de cada unidade, representando a enfermagem douradense, pela dedicação e empenho nesta campanha de vacinação contra a dengue.

“Dourados-MS passa a ser modelo para o país e reconhecida pelo mundo por imunizar contra a dengue, uma doença transmitida por um mosquito Aedes aegypti, que mata dezenas de pessoas por ano em Mato Grosso do Sul. Como representantes do Coren-MS, viemos acompanhar e parabenizar a cada profissional por enfrentar este desafio e evitar uma epidemia. Esperamos que o Ministério da Saúde possa disponibilizar as doses para os demais municípios, para vencermos de vez a dengue no nosso Estado”, afirma enf° Leandro Dias.

O conselheiro, Enf° Wilson Brum, por ser morador de Dourados-MS, pôde vacinar contra a dengue. Receber a dose é como derrotar o mosquito. “O que vemos é uma adesão da população. Pais levando filhos para vacinar. Não se trata de uma vacina em teste, mas que tem eficácia e está sendo aplicada por todo o Brasil. Nós, profissionais de enfermagem, temos que incentivar nossos familiares e amigos a se vacinarem para que assim a dengue não faça mais vítimas”, espera Wilson Brum.

Para não esquecer da dose 2, está sendo disponibilizado um sistema de mensagem via WhatsApp como lembrete

Tecnologia a favor da vacinação

A população vacinada da dengue conta com aplicativo disponibilizado pela prefeitura de Dourados-MS e a fabricante da dose, Takeda, que avisa por meio de mensagem o prazo para a dose 2. Para receber o lembrete no Whatsapp basta apontar o celular no QR Code, se inscrever, que no intervalo de três meses receberá aviso no celular.

Em Dourados-MS, a imunização é oferecida para aquelas pessoas que chegarem ao posto com o documento de identificação e comprovante de residência do município. A vacina é composta por quatro sorotipos diferentes do vírus causador da doença. Nos ensaios clínicos, a Qdenga mostrou ter uma eficácia geral de 80,2% contra a dengue causada após 12 meses da segunda dose.

Segundo o laboratório Takeda, as chances de hospitalização são reduzidas em 90% e a proteção vigora por, pelo menos, cinco anos. No entanto, gestantes, lactantes e pessoas com alergia a algum dos componentes presentes no imunizante, quem tem o sistema imunológico comprometido ou alguma condição imunossupressora não podem ser vacinadas com a Qdenga.

Compartilhe

Outros Artigos

Receba nossas novidades! Cadastre-se.


Fale Conosco

 

Conselho Regional de Enfermagem do Mato Grosso do Sul

Av. Monte Castelo, 269 - Monte Castelo, Campo Grande - MS, 79010-400

COMUNICAÇÃO >> FALE-CONOSCO


Horário de atendimento ao público

segunda à sexta-feira, de 8:00 às 17:00