Protocolo de Enfermagem da Saúde do Idoso na Atenção Primária à Saúde

Clique e acesse o arquivo, que está em anexo

23.12.2021

A partir da transição epidemiológica o perfil demográfico do Brasil sofreu mudanças significativas. Passou de uma população predominantemente jovem, com muitos filhos e altos índices de mortalidade infantil, para uma com declínio da natalidade e aumento da sobrevida, ocasionando uma inversão da pirâmide etária (MIRANDA; MENDES; SILVA, 2016). Com essa mudança surge um grande desafio, pois com a transição epidemiológica as doenças crônicas se tornam mais prevalentes. Em 2042, segundo projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é de que a população brasileira atinja 232,5 milhões de habitantes, sendo 57 milhões de idosos.

O objetivo desse capítulo é compreender o processo de envelhecimento e maneiras de promoção da saúde e prevenção de doenças, a fim de buscar estratégias para manter a população idosa socialmente ativa e independente em suas atividades. Neste contexto a caderneta do idoso, desenvolvida pelo Ministério da Saúde (MS), é uma ferramenta que deve ser inserida na prática do acompanhamento do indivíduo senil, pois integra um conjunto de iniciativas que tem por objetivo qualificar a atenção ofertada às pessoas em processo de senescência no Sistema Único de Saúde (SUS). É um instrumento proposto para auxiliar no bom manejo da saúde da pessoa idosa, sendo usada tanto pelas equipes de saúde, quanto pelos idosos, seus familiares e cuidadores (BRASIL, 2017).

Clique e acesse o arquivo, que está em anexo.

Compartilhe

Receba nossas novidades! Cadastre-se.


Fale Conosco

 

Conselho Regional de Enfermagem do Mato Grosso do Sul

Av. Monte Castelo, 269 - Monte Castelo, Campo Grande - MS, 79010-400

COMUNICAÇÃO >> FALE-CONOSCO


Horário de atendimento ao público

segunda à sexta-feira, de 8:00 às 17:00